O professor de matemática Baruch Barzel e o professor de virologia Michael Edelstein, ambos da Universidade Bar Ilan, estão desenvolvendo o modelo mais seguro, mais justo e mais eficaz para a distribuição de vacinas.
A integração de simulação computacional de alto nível e
conhecimento virológico está sendo aplicada para determinar proativamente como lidar com a distribuição de uma futura vacina. Não haverá vacinas suficientes para toda a população de um país, pelo menos inicialmente, e qualquer efeito colateral pode causar mais perigo do que
benefício para alguns grupos. Portanto, um modelo mais
complexo deve ser desenvolvido, levando em consideração todas as variáveis relevantes.

O professor Baruch Barzel, especialista em redes complexas, e o professor Michael Edelstein, um virologista de renome mundial, sugerem que, ignorando padrões
específicos de disseminação viral, as estratégias existentes concluem que a máxima eficácia está diretamente relacionada ao número de vacinas disponíveis. Eles descobriram que esse não é o caso, mas que ao imitar a disseminação viral, é possível ser mais eficiente e bem-sucedido com menos vacinas. Juntamente com o
governo de Israel, os professores Barzel e Edelstein estão incorporando todos os dados biológicos, socioeconômicos e virológicos relevantes no
desenvolvimento do modelo mais seguro, mais justo e mais eficaz de distribuição de vacinas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *