NewsBytes Spanish MAY 2017a

A possibilidade de detectar precocemente  os primeiros sintomas das doenças, garante uma maior chance de sucesso no tratamento e possível  cura.

Pesquisadores da Universidade Bar-Ilan desenvolveram uma técnica que permitiria detectar, com 20 anos de antecedência, eventuais e futuros sintomas  de Alzheimer e de Parkinson.

A equipe interdisciplinar de Bar-Ilan criou uma molécula articial que  adere a 2 proteínas cienticamente  comprovadas como estarem ligadas ao processo degenerativo das células cerebrais.

A molécula articial permite detectar anomalias nas células cerebrais  que são o embrião destas enfermidades. De feito, após os 40 anos de idade, começam os processos degenerativos  e é então que  a detecção precoce dos primeiros sintomas celulares pode fazer toda a diferença na prevenção ou mesmo adiar o aparecimento destas doenças.

A molécula foi testada com sucesso em condições de laboratório e com ratos. O sucesso  abre novas esperanças para novas etapas de pesquisa.

NewsBytes Spanish MAY 2017a

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *